JULIANNE HOUGH rocks!


Julianne Hough, a atriz do filme Rock of Ages é capa da Glamour América de Julho.

E aí? Ansiosas para a estréia de Rock of Ages?

Anúncios

Makeup para negras


Antes de começar vamos desmistificar: peles em tons escuros não tem segredo algum, muito menos restrições! Exigem cuidados como qualquer outro tom e, sim,  existem cores que valorizam e cores que podem derrubar o visual.

Negras podem usar de tudo, sombra marrom, batom rosa, blush rosa, sombra colorida etc etc. A dica é: cuidado com cores claras demais, é como um giz num quadro negro, pode ficar muito gritante. Aposte em cores fortes! Tons muito suaves e transparentes podem deixa o look acinzentado.

* Iluminador – Vá de dourado, essa cor é perfeita.

*Sombra – Escolha tons de dourado, cobre, bronze, marrom café, azul marinho profundo, cobalto, beringela, roxo, verde folha, grafite, carvão, metálicos, burgundy e marrom chocolate. 

Realce o branco dos olhos aplicando lápis azul safira ao longo da marca d`água. 

*Blush – Ameixa, laranja queimado, marrom, magenta, fúcsia, rosa (negras ficam lindas e podem usar sem medo) e tons de vermelho profundo.

*Lábios – Boca nude fica linda em negras! Além dos tons de bege, rosa, mel e caramelo, pode apostar em cores vibrantes como pink, coral, laranja, vermelho vivo, fúcsia e tons escuros tipo vermelho escuro, vinho, ameixa e burgundy.

Alguns looks para inspirar:

Atenção!! Todo cuidado é pouco com o uso do corretivo! Aqui a intenção foi iluminar, mas ficou estranho porque a cor é totalmente diferente do resto do rosto. O esfumado gatinho em preto vale a inspiração.

Olhos bem marcados em preto e marrom e blush rosa!

Contorno bem definido, cílios postiços para alongar, sombra vinho e gloss rosa pálido para complementar.

Sombra clara iluminando o canto interno, delineador e blush rosa, de novo!

Olha o batom rosa! Lindo, não?

Sombra roxa e lábios nude com gloss.

Delineador e boca apagada com corretivo, combinação perfeita!

Batom vermelho + sombra azul safira.

Colorida e divertida, olha o blush fúcsia!

Leia antes de cortar!


Não tem nada mais irritante que etiqueta de roupa pinicando, não é mesmo? Pois é, mas antes de sair cortando freneticamente a bendita etiqueta, é legal saber que ali estão informações importantíssimas para a conservação da sua peça!

A etiqueta da roupa existe para ajudar… À primeira vista, parece complicado, concordo. Mas quando a gente presta atenção direitinho, percebe que não é um bicho de sete cabeças. E para não ter confusão, a simbologia é a mesma no mundo todo e vem sempre na mesma sequência.

Esses símbolos nada mais são do que instruções do que você pode ou não fazer na hora de lavar, alvejar, secar e passar.  E com a variedade de tecidos no mercado, é muito importante ler a etiqueta para saber como tratar o tecido na hora da lavagem, veja só:

1º:  Lavagem – envolve temperatura, enxágue, centrifugação e instruções para lavar a peça à mão ou não.
2º: Alvejamento – indica o uso ou não do cloro no processo da lavagem.
3º: Corresponde ao processo de secagem, que pode ser natural (em varal) ou em tambor (na secadora roupas), e como ela deve ser feita.
4º: Este símbolo mostra as recomendações na hora de passar, se ela pode ser passada a ferro, e qual a temperatura ideal para isso.
5º: O último símbolo fala sobre a limpeza a seco. Mas com esse, você não precisa se preocupar tanto, essas informações são para a equipe da lavanderia, quando a sua peça precisar de um tratamento mais profissional, certo?

Agora vamos à parte prática:

Usado, vintage ou retrô?


Você sabe qual é a diferença entre usado, vintage e retrô?

Parece que virou moda dizer que uma peça antiga é uma peça vintage, né? Por exemplo: Encontrei uma jaqueta de couro vintage maravilhosa no armário da minha mãe!

Bem, não é exatamente assim que as coisas funcionam…

Vintage é um termo em inglês dado a colheita de vinhos. Vem de “vint” relativo à safra de uvas e “age” de idade. A melhor tradução seria “boa safra”.

Para ser considerada uma peça vintage, a roupa precisa cumprir certas exigências:

1) A roupa tem que ter pelo menos 20 anos de existência

2) Não ter sido customizada – bordados, recorte nas mangas, mudança drástica de comprimento…

3) Representar uma tendência, uma década, ou o estilo de um estilista específico.

Por exemplo, um smoking Yves Saint Lauret feito na década de 1960 é uma peça vintage. Um blazer com corte incrível achado em um brechó mais maravilhoso ainda, é apenas uma peça usada – nem por isso menos interessante.

Mas, e o retrô?

Retrô (em inglês, retro) significa para trás. É o relançamento de uma moda, ou seja, uma peça nova com estilo e modelagem que remetem aos anos 60, 50, 40… O retrô se refere à réplica de objetos antigos, uma releitura do passado. Sabe aquele vestidinho de poás lançado ainda este ano com estilo anos 50? É uma peça retrô!

Ou seja, vintage é antigo de verdade e histórico, retrô é atual com referência vintage e cara de antiguinho. Essas expressões podem ser usadas não somente na moda, mas também na fotografia, arquitetura, decoração e por aí vai…

Marca Registrada


A tatuagem fez durante muito tempo um percurso inglório no mundo ocidental. Saiu da obscuridade para se tornar uma das formas de auto-afirmação mais utilizadas na nossa sociedade. Depois de todos os estigmas pelos quais passou, hoje recebe honras de obra de arte e o seu futuro é ser cada vez mais pessoal. Isso não significa que seja original.

Muitas pessoas tem o cuidado de escolher algo exclusivo e que tenha um significado, outras desejam desenhos já vistos, seja na celebridade do momento ou no rock star preferido.

Não há nada errado em se inspirar em pessoas e tatuagens, desde que tenha realmente a ver com a sua personalidade e o seu estilo de vida.

Bons profissionais podem interpretar suas idéias e desenvolver algo exclusivo para você. Fotos, desenhos, estampas e até objetos servem como referência na hora de criar. Quando eu comecei a me tatuar, achava que quanto mais simples fosse o desenho, mais fácil seria para o tatuador e consequentemente a chance de dar errado seria menor, o bom tatuador é também um bom desenhista; pesquise portfólios e tatuagens já feitas pelo profissional e não subestime sua capacidade, confie.

Pensando em exclusividade, Amanda Wachob, assim como muitos tatuadores é também artista plástica. Suas tatuagens expressam o indivíduo de uma forma diferente: ela cria verdadeiros quadros abstratos sobre a pele dos seus clientes. Tatuagens cheias de cores, e traços leves, caracterizam seu estilo.

Tatuagens são para sempre. Valorize suas idéias e na hora de tatuar pense com qual dos seus “eus” você gostaria de conviver eternamente.

Tatuagens feitas por  Amanda Wachob:

 

OMG, Shoes!!!


Já estavam com saudades do It Some Girls? Eu também!!! Depois de uma semana corrida, volto para mostrar a vocês os sapatos mais legais do mundo!

“Quando eu criar eu quero ser a conversa da sala”, diz Taylor Reeve.  “Eu estou sempre pensando na garota badass, única ,sexy e desejada. A menina que não tem medo de expor sua opinião, a menina cuja confiança vai além. A menina que constrói seu próprio estilo e arrasa”

Essa é a Taylor, uma jovem artista norte-americana sediada em San Diego, Califórnia.  Além de ser designer de calçados, já trabalhou para a Quicksilver e SkullCandy e também faz grafite nas horas vagas. Foi juntando a paixão por artes plásticas e o talento para criar sapatos que Taylor chegou à sua máxima performance criativa: Ela fez um híbrido do que pareciam ser mundos completamente distintos – uniu o glamour e a extravagância dos sapatos de salto à cultura pop marginal e criou a divertida  coleção “Taylor Says”.

A coleção é, no mínimo, bem original. Taylor segue o exemplo de Louboutin e deixa a sua marca no solado, mas ao invés da sola vermelha, marca registrada do estilista francês, a moça imprime em cada sapato os seus desenhos exclusivos: Caveiras de açucar, Pin-ups, Zumbis,Tattoos e etc. todos pintados a mão usando a técnica do grafite. O modelos são únicos  e vendidos em média por 500,00 reais no Etsy. Não são o máximo?!

Cabeça feita


Sabe aqueles penteados que a gente vê nos red carpets, desfiles ou revistas e logo pensa – só um cabeleireiro pode fazer isso! Que nada, é mais fácil do que a gente pensa…Fuçando no Pinterest, encontrei muitos DIYs sobre penteados, alguns bem fáceis e outros com grau de dificuldade um pouquinho maior, mas nada impossível de ser feito por nós mesmas. Reserve um tempinho para treinar antes de por em prática, tenha paciência e mãos à obra!

Coque Alto – penteado favorito das meninas de Paris. Prático, ótimo para o dia-a-dia ou noite. Não requer grandes preparos como escova e chapinha (ufa!). Se você tiver cabelo muito liso, pode dar uma texturizada com babyliss, mas essa parte é opcional. Você vai precisar de grampos e spray de cabelo.

Coque baixo lateral – Legal para casamentos e festas glamurosas. Antes de começar o penteado faça uma escova e modele a franja com babyliss. Faça uma risca lateral e reserve a franja. Com um pente desfie a parte superior, divida em mechas, torça e enrole. Faça vários coques e finalize prendendo a franja lateralmente. Você vai precisar de spray e grampos, se quiser usar um broche na lateral, fica lindo também.

Coque baixo bagunçado – essa versão é parecida com a de cima, mas mais descontraída e fácil de fazer!

Trança lateral – Trata-se de uma trança embutida que vai descartando as mechas de um lado e pegando mais cabelo para repor. Essa é boa para cortes de cabelo médios ou repicados.

Trança Espinha de Peixe – a primeira coisa a saber é que, ao contrário das tranças convencionais, a espinha de peixe não é feita com o cruzamento de três grandes mechas de cabelo. O cabelo deve ser dividido em apenas duas partes.

Em seguida, separe uma pequena mecha de um dos lados e junte-a à mecha grande do outro lado, e vice-versa. É importante apertar um pouco o penteado depois de cada movimento, para que o resultado fique mais firme. Trance uma mecha sobre a outra, até que todo o cabelo esteja preso.

Como essa é um pouquinho mais complexa, encontrei um vídeo que explica melhor:

 

Adele no Grammy 2012 – unhas Louboutin inspired


Toda trabalhada na sola e nas unhas, a cantora Adele exibiu no Grammy Awards 2012, um visual glamuroso e clássico – vestido Armani, joias Cartier, batom vermelho matte e  unhas idênticas aos sapatos Louboutin: glitter prateado na parte superior e esmalte vermelho no interno da unha, reproduzindo as famosas solas do sapateiro.

Você sabia que Christian Louboutin criou sua marca registrada usando esmalte de unhas? Em 1993, enquanto o guru dos sapatos trabalhava em sua nova criação, sua assistente pintava as unhas ao seu lado. Louboutin, imediatamente se inspirou no vermelho cereja e pintou a sola do sapato com o esmalte. Pronto, e assim nasceu as mundialmente famosas solas vermelhas.

Gostou da ideia? Veja como é fácil fazer as unhas Louboutin inspired:

O que você vai precisar:

  1. Esmalte vermelho
  2. Esmalte preto ou qualquer outro de sua preferência. Para as unhas da Adele, você vai precisar de um esmalte prata com glitters.
  3. Cotonetes
  4. Removedor de esmaltes

Primeiro passo:

Pinte o lado interno das pontas das unhas. Aplique duas mãos de esmalte vermelho em todas as unhas. O esmalte da foto é It`s Rainning Men da Deborah Lippman, mas você pode utilizar qualquer esmalte vermelho, minha sugestão é o Antares da Big Universo.

Segundo passo:

Limpe o excesso das pontas com o cotonete ou palitinho e algodão.

Terceiro passo:

Primeiro aplique base incolor e depois duas mãos de esmalte preto, o da foto é o Onix da OPI, mas você pode utilizar outro esmalte, eu adoro o Black da Colorama. Finalize com extra brilho para um efeito brilhante e durador.

Voilá, unhas de rica!

E as unhas da Lana Del Rey?


Depois de alcançar o primeiro lugar no Reino Unido e o segundo nos Estados Unidos, Lana Del Rey firma os pés no mundo da moda. Dessa vez ela reaparece levando sua beleza à capa da Vogue UK, fotografada por Mario Testino. Com look romântico Louis Vuitton e unhas afiadas, Lana mostra mais uma vez o poder que a moda tem sobre a música e vice-versa.

O estilo candy, o cabelo ondulado e volumoso, a make e até o  preenchimento labial são legais, mas….E as unhas? Eu ainda tenho algumas dúvidas sobre as unhas stiletto…Talvez a versão “quadradinha” que aparece no vídeo “Born To Die” seja mais “usável”:

E aí meninas? Vocês gostam? Quem experimentar qualquer uma das versões, tire foto e mostre para nós 😉

Para quem não sabe, o It Some Girls tem uma página exclusiva no Facebook! Clique aqui   e dê um “curtir” para saber de todas as novidades do blog!!

Black Milk e as leggings mais legais do mundo!


Sabe aquelas leggings que a gente vê por aí, morre de paixão e não encontra em nenhum lugar para comprar? Na Black Milk tem!

A marca australiana começou pequenininha e hoje é bem famosa por suas estampas. Além das leggings, tem maiôs e vestidos incríveis! Uma das estampas mais pedida é a galaxy print, famosa entre os geeks.

A Black Milk só vende pelo site e entrega no Brasil!!

 

Kat Von D e sua Cathedral leggings